Acordo melhora gestão do Centro de Práticas Sustentáveis

Brasília, quarta-feira, 5 maio, 2021

Acordo melhora gestão do Centro de Práticas Sustentáveis

Entre as reformas no CPS, constam, entre outras ações, a recuperação do telhado verde do prédio; instalação de lixeiras com separação de resíduos e instalação de mobília e persianas de bambu no Ecolab, laboratório a ser inaugurado em breve | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

Com: informações do Brasília Ambiental
Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA
Edição: FREDDY CHARLSON
Atualizado em: 6 maio, 2021

Administrado pelo Instituto Brasília Ambiental e pelo Movimento Comunitário do Jardim Botânico, CPS engaja a comunidade dos Jardins Mangueiral

Em dois meses de execução, o Acordo de Cooperação entre o Instituto Brasília Ambiental e o Movimento Comunitário do Jardim Botânico (MCJB) para a gestão do Centro de Práticas Sustentáveis (CPS), localizado nos Jardins Mangueiral, já rende bons resultados. Assinado em 5 de março de forma virtual devido à pandemia, o acordo, que não prevê repasse de recursos entre os envolvidos, já possibilitou desde a revitalização do prédio do CPS à definição de agenda e realização de eventos ambientais.

O Acordo de Parceria permite que possa ser desenvolvida uma rede colaborativa junto a diversas outras instituições. A rede foi batizada de Ação Oikos. “Essa parceria que fizemos com o MCJB é uma inovação, devidamente amparada em lei, que leva os dois parceiros a juntos construírem formas de maior participação da comunidade. O maior ganho dessa nova forma de gestão do CPS é a ampliação de oferta de atividades de educação ambiental para essa comunidade, que há algum tempo já ansiava por isso”, ressalta a analista de atividades de meio ambiente do instituto, Bárbara Costa.

Entre as reformas nas instalações do CPS já realizadas nesse curto período, constam, entre outras ações, a recuperação do telhado verde do prédio; limpeza dos viveiros, feita por um mutirão dos catadores da cooperativa Ecolimpo; instalação de lixeiras com separação de resíduos para controle graviométrico de produção de resíduos sólidos; reinstalação dos extintores de incêndio; recuperação das esquadrias de madeira e portas; reparo nas instalações elétricas e instalação de mobília e persianas de bambu no Ecolab, laboratório de inovação e tecnologia sustentáveis, a ser inaugurado em breve.

O CPS se integra também ao combate da pandemia. No início, foi local de testagem, e hoje é um posto de drive-thru de vacinação

Considerado um sonho que se tornou realidade pelos moradores locais, com a nova forma de gestão, o CPS pode se abrir para o desenvolvimento dos projetos de sustentabilidade da comunidade. Uma das primeiras iniciativas foi, em 31 de março, a instalação do Ecoponto, local destinado a receber o descarte de materiais recicláveis. “O objetivo com a reciclagem desse material é garantir renda para os catadores da região e das comunidades vizinhas”, esclarece o diretor administrativo do MCJB, Livino Neto.

Iniciativa

Outra iniciativa foi o 1º Workshop de Sustentabilidade, realizado no dia 21 deste mês, de forma virtual, direto do estúdio digital já montado. O evento, que teve grande adesão e engajamento da comunidade, contou com público de 250 pessoas e desenvolveu oficinas, debates e palestras, com conteúdo voltado à inovação social.

O CPS se integra também ao combate e controle à pandemia. No primeiro momento, foi local de testagem, e hoje é um posto de drive-thru de vacinação contra a covid-19.

Comissão

O Brasília Ambiental constituiu uma comissão gestora, presidida pelo chefe da Unidade de Educação Ambiental (Educ), Marcus Paredes, para acompanhar a celebração dessa parceria entre o instituto e o MJCB. As atividades da comissão passam pelo acompanhamento e fiscalização da execução da parceria, que deve se materializar em emissão de relatório técnico de monitoramento e avaliação.

Na agenda de maio do CPS, entre outros eventos e iniciativas, já consta o Café Oikos. “É um projeto de ação e desenvolvimento de educação ambiental e de promoção dos objetivos de desenvolvimento sustentável. Além de alimentação saudável, o Café vai oferecer vários cursos e treinamentos de reeducação alimentar e muitas atividades culturais. Parte dos alimentos disponíveis será da produção dos viveiros das plantas alimentícias não convencionais (Plancs) do próprio CPS”, anuncia o secretário executivo do MCJB, Ilton Queiroz Júnior.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!