Aulas online e presenciais: como cuidar da visão?

Brasília, terça-feira, 15 setembro, 2020

Identificar e tratar problemas oftalmológicos é essencial para o bom rendimento escolar das crianças

Depois de seis meses sem aulas presenciais em função da pandemia do novo coronavírus, as escolas particulares do Distrito Federal deverão retomar as atividades in loco a partir do dia 21 de setembro. Já as escolas públicas do DF seguem sem previsão de retorno às aulas presenciais. Mas seja online ou presencial, o cuidado com a saúde ocular é essencial para o bom rendimento escolar.
O oftalmologista Hilton Medeiros, da Clínica de Olhos João Eugênio, explica que dificuldades no aprendizado podem ter relação com problemas de vista e quanto mais cedo forem corrigidos os vícios de refração (miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia), maior a capacidade de a visão ser recuperada completamente.

O médico diz que a fase do desenvolvimento da visão ocorre até os sete anos e, depois disso, a correção dos vícios de refração não será totalmente satisfatória. “O que o olho aprendeu a enxergar é o que a pessoa vai ver para o resto da vida. Mesmo se fizer uma operação, o máximo que conseguirá melhorar é 80%”, esclarece.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, em cada 20 estudantes do ensino fundamental, três têm alguma deficiência óptica. Esses problemas podem atrapalhar o desenvolvimento das crianças, pois cerca de 80% das informações que chegam ao cérebro vêm pela visão.

Hilton Medeiros diz que é muito importante a ajuda dos pais e dos professores para reconhecer um problema ocular em uma criança, pois, geralmente, elas não reclamam. “A criança míope, por exemplo, tem a visão fora de foco desde que nasceu e por isso não sabe como deveria enxergar”, explica.

Os principais sintomas são coceira nos olhos, vermelhidão, dor de cabeça, pupilas brancas ou de tamanhos diferentes e sensibilidade excessiva à luz. Outros indícios, fáceis de identificar em crianças mais novas, ocorrem quando elas lacrimejam ou piscam demais, tampam um dos olhos para ler, aproximam-se demais da TV ou do caderno, caem ou esbarram em objetos com frequência.

Aulas Online

As aulas online podem ser ainda mais prejudiciais para a visão. O uso em excesso (após 2 horas) de aparelhos eletrônicos tem favorecido o aumento de casos da Síndrome da Vista Cansada, pois as piscadas de olho tendem a ser mais espaçadas, resultando em ressecamento e fadiga ocular. Visão turva, vermelhidão nos olhos, dor de cabeça e tensão ocular também são sintomas do problema.

A sensação de miopia, que é a dificuldade de enxergar de longe, pode ser outra consequência do problema. “A “falsa” miopia ocorre porque um músculo dentro do olho, chamado ciliar, se contrai para focalizar imagens próximas, esforçando-se para encontrar o foco. Com o esforço constante, ele entra em fadiga e para conseguir focalizar as imagens de longe, este músculo precisa estar relaxado”, explica Hilton Medeiros.

Esse esforço repetitivo em crianças com a visão em formação tem quase o dobro de chances de desenvolver miopia acomodativa e, a longo prazo, mais propensão a desenvolver miopia verdadeira.

Para reduzir os danos, é necessário tomar algumas medidas, tais como: ajustar a iluminação da tela do computador e do ambiente; ajustar a altura da tela e a postura corporal; piscar com mais frequência; a cada hora dar pausas de 5 min e olhar para o horizonte.

Mais informações:

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!

Pular para a barra de ferramentas