Católica firma parceria com Fecomércio e SETUR para estudo sobre Economia Criativa no DF

Brasília, terça-feira, 9 novembro, 2021

Católica firma parceria com Fecomércio e SETUR para estudo sobre Economia Criativa no DF

Crédito: Divulgação.


Atualizado em: 16 novembro, 2021

A Universidade Católica de Brasília, a Secretaria de Estado de Turismo do Distrito Federal (SETUR-DF) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF) firmam parceria para realizar um estudo sobre diagnósticos, consumo e estruturação sistêmica da economia criativa no Distrito Federal. Representantes de cada uma das entidades se reúnem no Brasília Palace Hotel, no dia 12 de novembro, sexta-feira, para oficializar o acordo de parceria.

O estudo, que reúne professores, pesquisadores, mestrandos e estudantes de iniciação científica da Universidade Católica, será realizado por dois anos. No entanto, o projeto já vem sendo desenvolvido em conjunto com os órgãos parceiros há cerca de um ano.

A execução da pesquisa é uma antiga demanda do trade turístico, reforçada pela Câmara de Economia Criativa da Fecomércio e por todos os setores nela representados. A proposta efetiva uma articulação e aproximação do setor produtivo, do setor público e setor acadêmico. O grupo de pesquisa realizará um diagnóstico de como se dá o desenvolvimento da economia criativa no DF, com base em três grupos de pesquisa: as competências, o consumo, tanto conduzido quanto demandado, e a estruturação sistêmica dessa vertente da economia no estado.

Após toda a pesquisa realizada, a Universidade Católica de Brasília irá entregar um documento final com um prognóstico sobre a economia criativa do DF, apontando caminhos de desenvolvimento e possíveis áreas de atuação para o setor de comércio e serviços e investimentos do setor público. “Ao final da pesquisa, vamos conseguir mapear todas as competências de cada região administrativa e fazer uma identificação de cada cadeira articulada. Essas cadeias podem ser estimuladas e podem ser alvo de investimentos para a sociedade com focos específicos”, explica o professor Alexandre Kieling, um dos coordenadores do estudo.

Segmento em crescimento

A Economia Criativa é um segmento da economia na sociedade tem como característica a produção, e que busca estabelecer uma relação entre a tecnologia, a inovação, cultura, criatividade e sustentabilidade. São ramificações onde o ato criativo e o desenvolvimento da economia convergem, como nas artes visuais, artes dramáticas, música e outras expressões culturais, publicidade, mídias digitais, serviços criativos como design e arquitetura, gastronomia, entre outros segmentos.

Encontro do Grupo Marcas

O lançamento do projeto Panorama da Economia Criativa do DF acontecerá dentro do 1º Encontro do Grupo Marcas. A iniciativa é organizada pelo grupo de pesquisa em Comunicação, Imagem e Cultura das Marcas do curso de Mestrado Profissional de Inovação em Comunicação e Economia Criativa da Universidade Católica de Brasília. O encontro visa debater questões emergentes no campo da comunicação com foco nos discursos das marcas, bem como a relação com temas sociais relevantes, como a sustentabilidade, no sentido amplo, e o consumo e será transmitido pelo canal do Youtube.

Serviço:

Encontro do Grupo Marcas: Lançamento do projeto Panorama da Economia Criativa do DF
Quando: 12 de novembro, sexta-feira, às 17h
Onde: Brasília Palace Hotel

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!