Dermatologista dá dicas para cuidar bem da pele na estação mais quente do ano

Brasília, terça-feira, 21 dezembro, 2021

Dermatologista dá dicas para cuidar bem da pele na estação mais quente do ano

Crédito: Freepik.


Atualizado em: 21 dezembro, 2021

Com a chegada do verão, é hora de intensificar os cuidados

Nada melhor do que aproveitar o sol durante o verão! Quando a estação mais quente do ano chega, é necessário lembrar que os cuidados com a pele devem ser redobrados, já que o sol, apesar de garantir aquele bronzeado incrível, também pode causar diversos problemas dermatológicos como desidratação, queimaduras, envelhecimento precoce, além de aumentar o risco de câncer de pele.

O dermatologista Erasmo Tokarski, ressalta que os cuidados com esta parte do corpo no verão podem ser um pouco mais difíceis que em outras estações do ano. Isso ocorre porque fatores como o sol, piscina, mar e até mesmo o suor podem influenciar na aparência e na saúde desse órgão tão importante.

Para manter a pele saudável no verão, a prevenção deve ser reforçada. É importante adotar algumas medidas, como manter a pele seca, livre do suor, mas devidamente hidratada, beber bastante líquidos durante o dia, usar protetor solar mais vezes ao dia, utilizar roupas mais leves e evitar as horas mais quentes para exposição solar.

“Prolongadas exposições ao sol, podem causar a insolação. Esta, pode causar desidratação, convulsões e em casos extremos até a morte. Tomar sol é importante, mas em períodos não muito longos, para evitar queimaduras”, pontua.

Atenção redobrada com os pequenos

Nas crianças, o uso do filtro solar é permitido a partir dos seis meses de idade, desde que seja um produto adequado para a pele deles. De acordo com o profissional, por conta da pele sensível, principalmente durante os dois primeiros anos de vida, as queimaduras solares são comuns. “Como eles tendem a brincar mais na areia ou ficar por mais tempo na água é preciso atenção na reaplicação do protetor, na roupa molhada para evitar assaduras e principalmente na ingestão de água”, finaliza.

Escolhendo o filtro solar

Apesar de bastante conhecido entre a população, o uso do filtro solar ainda gera dúvidas quanto ao fator de proteção ideal e a forma de aplicação. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o uso diário do produto traz uma série de benefícios à pele, dentre eles a prevenção de manchas solares, melasma, queimaduras, envelhecimento precoce e o câncer de pele.

O especialista Erasmo Tokarski destaca que a melhor forma de proteção é o uso contínuo e a aplicação correta, obedecendo a quantidade tanto do produto, como às vezes passadas durante o dia. Além disso, ressalta que é sempre bom a pessoa utilizar um filtro solar específico para o seu tipo de pele.

“O mais indicado é que o fator de proteção solar seja de, no mínimo, 30. Além disso, é importante observar se o produto tem protetor físico, quando se cria uma película protetora. Também é importante verificar se o filtro solar é de amplo espectro, que oferece proteção, tanto para os raios UVA, aqueles presente em todos os lugares, do nascer ao pôr do sol, seja de maneira direta ou refletida e os raios UVB, que são responsáveis pela queimadura imediata, que deixa a pele vermelha e ardida depois de algumas horas de exposição”, detalha.

Por fim, não há problema em querer pegar uma corzinha no verão. Tomar sol de forma controlada e consciente ajuda a obter vitamina D, que é boa para o fortalecimento dos ossos.

Para um bronze mais duradouro, invista nos alimentos com betacaroteno como cenoura, laranja, mamão, beterraba e manga. Sucos refrescantes podem ativar ainda mais a pele bronzeada. Além disso, eles contribuem para a hidratação e são fontes de vitaminas essenciais para o organismo.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!