Descubra quais os cuidados que um portador de marcapasso deve ter

Brasília, segunda-feira, 20 setembro, 2021

Descubra quais os cuidados que um portador de marcapasso deve ter

Atualizado em: 20 setembro, 2021

O ICTCor elaborou uma cartilha online para ajudar a esclarecer as principais dúvidas sobre o tema

Usar celular, viajar de avião, secar o cabelo, passar em portas com detector de metais e outras atividades comuns passaram a ser grandes dúvidas na vida de quem recebe um implante de marcapasso. Para falar dos mitos e verdades, qualidade de vida e diversas questões que envolvem o dia a dia dos portadores do dispositivo e de seus familiares, no dia 23 de setembro é comemorado o Dia do Portador de Marcapasso no Brasil.

A Campanha, que é uma iniciativa da ABEC/DECA – Associação Brasileira de Arritmia, Eletrofisiologia e Estimulação Cardíaca Artificial/Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV), mobiliza cardiologistas em todo o país com objetivo de desmistificar o assunto. Participando desse movimento, o Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), elaborou uma cartilha online, disponível, gratuitamente, no site da Instituição (https://ictcor.com.br/images/banner_1_09_14_2021/CARTILHA.pdf) para ajudar a esclarecer as principais dúvidas sobre o tema.

De acordo com o cardiologista hemodinamicista do ICTCor, Ernesto Osterne, o marcapasso monitora o coração continuamente e identifica batimentos irregulares, lentos ou interrompidos, enviando um estímulo elétrico ao coração e regularizando os batimentos. “Algumas pessoas sofrem com o ritmo cardíaco irregular ou lento, seja devido a uma doença congênita, efeitos colaterais de medicamento ou envelhecimento natural. Assim, o coração não consegue mais bombear suficientemente o sangue rico em oxigênio para o corpo, podendo gerar diversas complicações de saúde. Uma alternativa para esse problema é o implante de um marcapasso”, explica.

Pequeno dispositivo eletrônico, o marcapasso serve para controlar o ritmo cardíaco. Ele possui um gerador, uma bateria interna e cabos eletrodos. Estes cabos são conectados ao coração e ligados ao marcapasso depois que o médico se certifica de que estão posicionados corretamente. O aparelho é implantado em uma espécie de “bolsa” sob a pele durante uma cirurgia considerada simples, que é feita com sedativo e anestesia local. É um procedimento tranquilo, que dura de uma a duas horas. Geralmente, o paciente pode ir para casa no dia seguinte e retomar as atividades habituais depois de 30 dias.

Após a cirurgia, pode-se observar o desaparecimento de sintomas como tonturas e falta de ar, causados pelo problema de ritmo cardíaco que diagnosticou a necessidade do implante. “Pode acontecer do paciente sentir pequenas dores no local do implante logo após o procedimento, mas elas diminuem e em pouco tempo acabam desaparecendo por completo”, afirma o especialista.

Coloquei o marcapasso. E agora?

Os cuidados pós-operatórios específicos variam, dependendo do caso, e serão orientados pelo médico após a cirurgia, mas existem recomendações que devem ser seguidas. Além disso, é essencial ler com atenção o manual do marcapasso. Nele é possível obter informações referentes à maioria das dúvidas que costumam afligir os pacientes. Confira algumas delas:

• Telefones celulares podem ser usados, mas têm que ser mantidos a pelo menos 15 cm de distância do local do implante, sendo usado no ouvido que fica do lado contrário do marcapasso;
• Sistemas detectores de metais, como de aeroportos e portas giratórias de bancos, devem ser evitados. É importante andar sempre com o documento de identificação, que atesta ser portador marcapasso e que facilite a sua passagem;
• Exercícios físicos e condução de veículos são permitidos, porém é sempre bom consultar o médico;
Dentro do possível, é bom evitar dormir do lado do marcapasso implantado, principalmente durante os primeiros dez dias;
• Colchões magnéticos devem ser evitados, pois podem acelerar o desgaste da bateria do marcapasso. Assim, acabam por antecipar a necessidade de sua troca.

Serviço:

Cartilha On-line sobre o Marcapasso

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!