Em dias de chuva e sol, vigilância redobrada para evitar proliferação do mosquito da dengue

Brasília, quinta-feira, 11 novembro, 2021

Em dias de chuva e sol, vigilância redobrada para evitar proliferação do mosquito da dengue

Foto: Divulgação.

Fonte: ASCOM RAXVI

Atualizado em: 16 novembro, 2021

Apesar da queda considerável dos casos de dengue no Distrito Federal, com redução de quase 73% se comparado ao ano anterior, a Diretoria de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde recomenda manter a atenção sobre os cuidados para evitar focos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, principalmente neste período que se alternam chuvas acentuadas e dias quentes e ensolarados.

Nesta época, poças d’água se acumulam e são estes locais escolhidos pelo mosquito para reprodução. Por este motivo, técnicos da Vigilância Ambiental recomendam atenção redobrada, fiscalizando diariamente as áreas internas da residência e limpando, com maior frequência, as valas e calhas. Vasos de plantas ou qualquer recipiente que possa acumular água também deve ser motivo de alerta para os moradores.

Estes números foram alcançados, segundo os técnicos da Vigilância Sanitária, graças à colaboração dos moradores, que se conscientizarem da importância do combate ao mosquito. No Lago Sul, o percentual de redução dos casos chega a 75%, em relação ao período anterior. Mas para avançar mais na prevenção e evitar ao máximo novos casos, a prevenção ainda é a melhor estratégia.

A Administração Regional do Lago Sul volta a alertar os moradores para retomarem os cuidados nos próximos meses, além de solicitar a colaboração de todos para denunciaram, por intermédio da Ouvidoria-DF ou na própria Administração, situações em que possam se caracterizar como foco do mosquito da dengue.

A Vigilância Ambiental ampliou o número de profissionais no combate à Dengue e outras endemias e, na próxima semana, reforça o seu quadro com mais 500 profissionais capacitados, que estarão nas ruas do Distrito Federal. Conta também com o contingente do Corpo de Bombeiros e a colaboração imprescindível dos moradores.

Para conhecer melhor os dados sobre combate à dengue no DF, basta acompanhar as publicações do boletim epidemiológico da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, que contém informações estatísticas sobre a doença, por cidade e região.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!