Homenagem aos bombeiros militares na Câmara Legislativa

Brasília, sexta-feira, 2 julho, 2021

Homenagem aos bombeiros militares na Câmara Legislativa

Sessão solene comemora os 165 anos da corporação no Brasil e o 57° de aniversário da instalação do 1° grupamento em Brasília. Foto: Vínicius Melo/Agência Brasília.

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA
Por: LUCÍOLA BARBOSA
Atualizado em: 2 julho, 2021

Sessão solene comemora os 165 anos da corporação no Brasil e o 57° de aniversário da instalação do 1° grupamento em Brasília

Um público estimado em 150 pessoas compareceu ao auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), na noite desta quinta-feira (1°), para acompanhar a sessão solene em homenagem ao Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) pelos 165 anos de sua criação e os 57 anos de instalação em Brasília. O evento seguiu todos os protocolos de prevenção à pandemia da covid-19, incluindo a limitação em 50% da capacidade do auditório onde foi realizada a cerimônia.

Na homenagem, o vice governador Paco Britto lembrou a importância dos bombeiros e as ações do GDF em benefício da corporação, como a construção do novo Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças | Foto: Vinícius Melo/Agência Brasília

Autor do requerimento, o deputado distrital Roosevelt Vilela e demais autoridades presentes, entre elas o vice-governador Paco Britto, entregaram Moção de Louvor a 56 homens e mulheres da corporação que se destacaram durante o ano. A honraria a esse grupo, cujos integrantes foram indicados pelos seus pares nos quartéis, se deu em função dos relevantes serviços prestados à sociedade brasiliense nas atividades de defesa civil, prevenção e combate a incêndios, busca e salvamentos e socorros públicos no âmbito do Distrito Federal.

35 mil
atendimentos operacionais foram realizados de janeiro a abril de 2021 no DF

Representando o governador Ibaneis Rocha, Paco Britto ressaltou as ações da corporação como referência no Brasil e no mundo. “É um exemplo a ser seguido, pela dedicação, pelo empenho em salvar vidas, principalmente nessa pandemia, protegendo patrimônios e preservando o meio ambiente”, elogiou, ratificando que o CBMDF integra as melhores forças de segurança do país.

Para se ter uma ideia, segundo dados do CBMDF, de janeiro a abril deste ano, mais de 35 mil atendimentos operacionais foram realizados em todo Distrito Federal, sendo que 48% dos casos considerados emergenciais foram socorridos em até oito minutos.

48%
dos atendimentos de emergência, entre janeiro e abril, foram realizados em até oito minutos

Investimentos

Paco falou também sobre os investimentos do Governo do Distrito Federal (GDF) na instituição. “Nosso governo, desde o primeiro dia, vem buscando a valorização da corporação, com investimentos em obras e equipamentos no valor de mais de 57 milhões”, informou.

Entre outras benfeitorias, Paco citou a construção do Anexo II do comando, que, segundo ele, será uma edificação moderna e completa. Também lembrou sobre o oitavo grupamento em Ceilândia, que se encontra em fase de assinatura do contrato.

“Acabamos de licitar também a construção da sede do novo Cefap [Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças do CBMDF], uma estrutura moderna, que propiciará ainda mais a excelência na formação de nossos militares”, observou, citando ainda a construção da nova sede do grupamento ambiental, na Asa Norte. Agradeceu ao deputado Roosevelt, que, por meio de sua emenda, possibilitou a licitação de oito embarcações tipo flexboat.

Integração

Integração, colaboração, confiabilidade e respeito foram as palavras mais utilizadas pelas autoridades, durante os discursos em referência ao trabalho do CBMDF. “Juntos e integrados, somos imbatíveis”, resumiu o secretário adjunto da Secretaria Nacional de Segurança Pública, coronel Juruebi de Oliveira Júnior, representando, no ato, o secretário nacional, Carlos Renato Paim.

“Quando deixei a corporação, me recusava a ser inativo”, observou o secretário, elogiando a inclusão do Dia do Bombeiro Militar Veterano no calendário oficial do DF, cuja lei, de autoria do deputado Roosevelt Vilela, foi sancionada em 7 de fevereiro de 2020 pelo governador Ibaneis Rocha. O deputado Roosevelt, que é subtenente veterano do CBMDF, considera “uma paixão, um modo de vida” representar, na Casa, a família bombeiro. “O militar tem que ter atitude, e os bombeiros são assim, pois têm capacidade de resolução muito grande”, completou Vilela, que é também presidente da Comissão de Segurança da CLDF.

O GDF, sempre atento à necessidade de reposição do efetivo, autorizou o ingresso de 341 militares, em 2019, e de 378, em 2020, totalizando 719 bombeiros a mais nas ruas do DF

O comandante-geral do CBMDF, coronel Willian Bonfim, agradeceu o empenho de todos os integrantes da corporação, dos soldados aos veteranos, principalmente nesse momento atípico de pandemia. De acordo com ele, dos 5.890 integrantes do Corpo de Bombeiros, apenas um estava infectado pelo coronavírus.

Estendeu seus agradecimentos também ao governador Ibaneis Rocha e ao vice-governador Paco Britto, gestores que, segundo o coronel Bonfim, sempre atenderam os pedidos da corporação. “São atos que vão reverberar por várias gerações”, pontuou, citando o projeto de R$16 milhões para a obra da sede do sonhado Cefap e a construção de novos quartéis.

O GDF, sempre atento à necessidade de reposição do efetivo, autorizou o ingresso de 341 militares em 2019 e de 378 em 2020, totalizando 719 bombeiros a mais nas ruas do DF.

Também prestigiaram a sessão solene o chefe do Estado Maior da Polícia Militar do DF, coronel Danilo Nunes; o chefe-adjunto da Casa Militar do DF, tenente-coronel Alexandre Ataídes; o secretário executivo de Segurança Pública, delegado Milton Neves; o secretário de Desenvolvimento da Região Metropolitana, Manoel Gervásio; oficiais e praças homenageados e familiares.

Os presentes puderam apreciar a performance do dueto formado pelo capitão Vinícius e o subtenente Ferreira, da Banda de Música da corporação, que apresentaram o Hino Nacional e a Canção Soldado do Fogo, entre outras músicas, além de assistir ao vídeo institucional e uma homenagem feita pelas equipes dos grupamentos de bombeiro militar (GBMs) à data comemorativa.

Um pouco da história

O Corpo de Bombeiros foi fundado no Brasil há 165 anos, em 2 de julho de 1856, pelo imperador Dom Pedro II, no Rio de Janeiro, com o nome de Corpo de Bombeiros Provisório da Corte. A chegada da corporação ao Planalto Central foi coordenada por dois oficiais, em 2 de julho de 1964. Por isso, nesta data, celebram-se os 57 anos da inauguração na atual capital brasileira. Dez anos antes, em 1954, havia sido decretado oficialmente o Dia do Bombeiro Brasileiro.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!