Mais segurança para os dados pessoais do cidadão

Brasília, terça-feira, 16 novembro, 2021

Mais segurança para os dados pessoais do cidadão

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Com: informações da Secretaria de Desenvolvimento Social do DF
Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA

Atualizado em: 27 novembro, 2021

Sedes assina portaria que estabelece a confidencialidade das informações de quem é atendido pela Política de Assistência Social do DF

Em tempos de preocupação com segurança da informação, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) deu um importante passo no que diz respeito à confidencialidade dos dados do cidadão atendido pela Política de Assistência Social do Distrito Federal. Nesta terça-feira (16), foi assinada a portaria que dispõe sobre a Política de Segurança da Informação e Comunicações da pasta.

“Isso traz garantia e segurança aos cidadãos que atendemos, pois vão ter certeza de que seus dados não vão ser repassados ou divulgados arbitrariamente”, destaca a secretária Mayara Noronha Rocha. “Com essa atitude, minimizamos as possibilidades de fraudes ou uso arbitrário das informações pessoais cadastradas em nossas bases”, completa.

No início do mês, a gestora esteve na edição deste ano do Web Summit, uma das maiores conferências do mundo sobre tecnologia. O encontro ocorreu em Lisboa (Portugal) e um dos focos foram questões relacionadas à segurança da informação. “Foram abordados estudos de casos que nos incentivaram a implantar experiências como essa”, ressalta Mayara Noronha Rocha.

Essa política aplica-se a todas as unidades da estrutura administrativa da Sedes e vale para todas as plataformas utilizadas no cotidiano da pasta, como o Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e o Sistema Integrado de Desenvolvimento Social (Sids), entre outros.

De acordo com a portaria, a ser publicada nos próximos dias, o descumprimento das diretrizes acarreta sanções, sem prejuízo das demais medidas administrativas, cíveis e criminais cabíveis.

Ainda conforme o texto, a Sedes vai se comprometer a aumentar a segurança das informações do cidadão, bem como criar mecanismos capazes de garantir a privacidade de informações, como endereço, CPF e nome dos dependentes, entre outros.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!