Nomeados mais 173 servidores para a assistência social do DF

Brasília, sexta-feira, 17 dezembro, 2021

Nomeados mais 173 servidores para a assistência social do DF

As nomeações foram assinadas pelo governador Ibaneis Rocha em solenidade no Palácio do Buriti, na qual também foi instituído o DF Social e foram sancionadas leis que tornam permanentes o Prato Cheio e o Cartão Gás | Foto: Renato Alves

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA
Por: HÉDIO FERREIRA JÚNIOR
Atualizado em: 17 dezembro, 2021

Com isso, GDF admite 771 aprovados em concurso de 2018, recompõe quadro de funcionários e zera as vacâncias da pasta

O Governo do Distrito Federal (GDF) nomeou, na manhã desta sexta-feira (17), 173 servidores para a Secretaria de Desenvolvimento Social. Com isso, a pasta zerou as vacâncias e concluiu a admissão de todos os 771 aprovados no último concurso realizado em 2019.

“Além de gerar emprego e dar oportunidade a quem foi aprovado no concurso, a gente estende a mão a quem precisa de atendimento, oferecendo condições para tirá-las da situação de vulnerabilidade”
Governador Ibaneis Rocha

As nomeações foram assinadas pelo governador Ibaneis Rocha em solenidade no Palácio do Buriti. Na ocasião, Ibaneis também instituiu o DF Social e sancionou leis que tornam permanentes o programa Prato Cheio e o Cartão Gás.

Os novos servidores chegam para reforçar o atendimento das unidades socioassistenciais, como os Centros de Referências de Assistência Social (Cras), os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e os Centros Pop. Além disso, vão atuar na busca ativa e identificação de cidadãos que vivem em situação de extrema pobreza e não conseguem acessar as políticas públicas do governo.

Trata-se de uma ação inédita de ir a lugares de difícil acesso e identificar aqueles cidadãos que precisam de ajuda, mas sequer sabem como solicitá-la, seja por desconhecimento, falta de acesso a um telefone ou mesmo de dinheiro para pegar um ônibus.

377.188
atendimentos foram feitos pela Sedes, de janeiro a 7 de dezembro deste ano

“Além de gerar emprego e dar oportunidade a quem foi aprovado no concurso, a gente estende a mão a quem precisa de atendimento, oferecendo condições para tirá-las da situação de vulnerabilidade e atingir um patamar de vida melhor”, declarou o governador Ibaneis.

Para a Secretaria de Desenvolvimento Social foram nomeados 169 agentes sociais, um educador social e um técnico administrativo. Já a Secretaria da Mulher ganhou em seus quadros um agente social e um psicólogo.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, os contratados vão identificar as vulnerabilidades e, a partir disso, realizar o agendamento ou já prestar o atendimento. “Nossa meta é tirar essas pessoas da invisibilidade”, ressaltou.

A estudante de psicologia Sabrina Lins Saigg é uma das novas agentes sociais contratadas: “O trabalho direto com a população vai ser enriquecedor e eu estou muito animada para começar” | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Estudante de psicologia e moradora de Águas Claras, a nova agente social Sabrina Lins Saigg, 33 anos, recebeu a nomeação não só como um “presente de Natal”, mas como a possibilidade de ajudar com seus conhecimentos a população que precisa de atendimento. “O trabalho direto com a população vai ser enriquecedor e eu estou muito animada para começar.”

Cresce atendimentos

Desde abril de 2020, a Secretaria de Desenvolvimento Social saltou de 1.286 servidores para 1.732. O reforço fez com que a pasta registrasse – de janeiro a 7 de dezembro deste ano – 377.188 atendimentos. No ano passado, o número chegou a 215.240, enquanto em 2019 se limitou a 153.017.

Este ano, o Distrito Federal foi classificado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como referência no atendimento à população em situação de rua. “A assistência social não se resume a pagamento de benefícios. Temos uma política de desenvolvimento do ser humano”, reforçou a secretária.

Além do governador Ibaneis e de Mayara, participaram da solenidade de nomeação dos novos servidores o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa; os secretários de Economia, André Clemente; da Mulher, Ericka Filippelli; os deputados federal Júlio César e distrital Cláudio Abrantes, entre outras autoridades.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!