Opções de nutrição e manejo de bovinos são destaque na AgroBrasília

Brasília, terça-feira, 10 maio, 2022

Opções de nutrição e manejo de bovinos são destaque na AgroBrasília

As melhores práticas para nutrição dos bovinos serão apresentadas durante a exposição | Foto: Emater/Divulgação

Com: informações da Emater
Fonte: Agência Brasília

Atualizado em: 10 maio, 2022

Circuito da bovinocultura apresenta informações sobre alimentação animal e boas práticas no campo

Tudo pronto para a AgroBrasília 2022, exposição que será realizada entre os dias 17 e 21, no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF. Tendo como foco a redução de custos na alimentação animal, o circuito da bovinocultura no Espaço Emater da mostra apresenta soluções e estratégias de manejo nutricional com base na produção de volumosos de qualidade para gado de corte e de leite.

“Aprimorar o manejo nutricional do rebanho pode fazer diferença no lucro e na viabilidade da propriedade”
Maximiliano Cardoso, coordenador de bovinocultura da Emater

A proposta do circuito é mostrar opções para pastagem em sistemas rotacionados em período chuvoso, como o capim BRS Kurumi, que é um capim-elefante para pastejo, até opções de conservação de volumosos, com o capim BRS Capiaçu, que tem alta produtividade e vem atraindo a atenção de produtores em todo o país.

“Os gastos com alimentação animal representam cerca de 70% do custo de criação, de acordo com o sistema de produção adotado”, afirma o zootecnista Maximiliano Cardoso, coordenador de bovinocultura da Emater. “Diante disso, reduzir custos com alimentação e aprimorar o manejo nutricional do rebanho pode fazer diferença no lucro e na viabilidade da propriedade.”

Sistemas de produção

Principalmente em um momento de custos altos, lembra o gestor, o ideal é buscar orientação técnica antes de tomar decisão sobre qual volumoso investir. “A escolha varia de acordo com a capacidade e necessidade de cada produtor, seja para quem tem baixa capacidade de investimento, seja para o produtor que tem interesse no uso de sistemas de produção mais intensivos”, explica.

Outra opção que pode auxiliar na redução de custos e que vem ao encontro das boas práticas agropecuárias é o manejo adequado dos efluentes, como o esterco da vaca, que pode ser aproveitado para adubação das pastagens.

“Levando em consideração esse aumento nos preços dos adubos, é uma alternativa fazer o uso desses efluentes, que são um passivo ambiental, mas podem virar um ativo se corretamente manejados”, afirma o zootecnista da Emater Ricardo Magalhães, que estará à disposição dos produtores rurais no circuito da bovinocultura.

Curral funciona

Um dos temas abordados na exposição é a suplementação mineral adequada para animais de corte e de leite

Para produtores de bovinocultura leiteira, a Emater apresenta o curral funcional, um projeto modelo com estrutura simples, usual e de baixo custo, criado para garantir a higiene e qualidade do leite. A estrutura possui sala de espera, sala de ordenha, seringa, tronco e embarcador – onde será demonstrado o manejo de ordenha das vacas.

Serão expostos também, entre outros produtos destinados ao setor, os medidores de leite. “Esses equipamentos auxiliam o produtor no dia a dia, possibilitando ao produtor a tomada de decisão sobre quais vacas compensam ser alimentadas de forma melhor, otimizando o uso de concentrados e aumentando a renda”, aponta Maximiliano Cardoso.

Além das vacas que serão ordenhadas no circuito, haverá exposição de novilhas da raça Girolando de variados graus de sangue, bem como de animais de corte da raça nelore, em uma parceria com a Universidade de Brasília (UnB). Outro ponto a ser abordado no circuito é a suplementação mineral adequada para animais de corte e de leite de várias categorias, de acordo com o período do ano e objetivos de desempenho de ganho de peso e fertilidade do rebanho.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!