Órgãos do DF e federais atuam em blitz contra incêndios florestais

Brasília, quinta-feira, 2 junho, 2022

Órgãos do DF e federais atuam em blitz contra incêndios florestais

A Secretaria do Meio Ambiente defende a participação da população na defesa da sustentabilidade ambiental e alerta para os cuidados necessários com a intensificação da seca | Fotos: Divulgação/Sema

Fonte: Agência Brasília

Atualizado em: 2 junho, 2022

Ação educativa ocorre nesta sexta-feira (3), na entrada principal do Jardim Botânico de Brasília, com coordenação da Secretaria de Meio Ambiente

Motoristas que circularem pela entrada principal do Jardim Botânico de Brasília (JBB) nesta sexta-feira (3) poderão ser convidados a parar em uma blitz diferente: uma ação de educação ambiental que busca orientar sobre como prevenir e combater focos de incêndio no período da seca no Distrito Federal. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e ocorre entre 8h e 12h. Cerca de 40 estudantes da Escola Classe Jardim Botânico também participam da abordagem.

A blitz educativa faz parte das atividades previstas anualmente no âmbito do Plano de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PPCIF) e será a primeira depois do isolamento social imposto pela pandemia da covid-19.

Para o secretário da Sema, Sarney Filho, a interação com os motoristas é uma importante fonte de informação para quem transita em regiões que, historicamente, são atingidas pelas chamas, geralmente próximas a áreas de conservação. “Estamos felizes por poder voltar às ruas, ainda seguindo medidas sanitárias como o uso de máscaras”, diz.

O secretário defende a participação da população na defesa da sustentabilidade ambiental e alerta para os cuidados necessários com a intensificação da seca. “Muitos dos incêndios registrados são de origem criminosa e, portanto, passíveis de punição. Assim, essas dicas servem à população como um todo, esteja na área urbana ou rural”, completa.

Para o diretor de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (DPCIF) Instituto Brasília Ambiental, Pedro Cardoso, a blitz orienta para que motoristas que sempre passam em frente às unidades de conservação possam alertar os bombeiros ou brigadistas florestais sobre a localização dos focos. Além disso, diz que a participação de crianças e adolescentes é uma forma para que possam aprender mais e compartilhar as informações junto à família.

“É um evento de suma importância, que atinge muitas pessoas: quem está passando pela região ou quem mora nela. Quem vai receber a orientação vai saber como agir e como orientar alguém próximo sobre o uso do fogo, e isso nos ajuda bastante”, completa.

Além da Sema, participam da atividade o Instituto Brasília Ambiental, o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), o JBB, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), a Marinha e a Aeronáutica.

Causas

Em sua participação na Feira AgroBrasília, no mês passado, o coronel Denilson da Silva Marques, do Grupamento de Proteção Ambiental do CBMDF, lembrou que é importante evitar usar o fogo com o objetivo de limpar áreas ou renovar pastos, por exemplo. “A maioria dos incêndios é causada por ações humanas que poderiam ser evitadas”, reforçou.

Para denunciar, ligue 193 (CBMDF) e (61) 99224-7202 no caso de incêndios nos parques ecológicos e unidades de conservação.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!