Parque do Lago Norte ganha obras de acessibilidade

Brasília, segunda-feira, 24 maio, 2021

Parque do Lago Norte ganha obras de acessibilidade

O Parque Ecológico do Lago Norte, localizado próximo à ponte do Bragueto, é uma unidade ecológica bastante usada pela população para a prática de skate, caminhada e esportes náuticos | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

Com: informações do Brasília Ambiental
Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA

Atualizado em: 25 maio, 2021

Unidade de conservação deve ser a primeira 100% acessível do país

O Governo do Distrito Federal (GDF) entrega nesta segunda-feira (24), às 9h, as primeiras intervenções de acessibilidade do Parque Ecológico do Lago Norte. Fruto de um acordo de cooperação entre o Instituto Brasília Ambiental e a Associação de Paracanoagem de Brasília, com apoio da Secretaria de Turismo do DF (Setur), a unidade de conservação recebeu contêineres com pisos adaptados, rampas e sinalização em braile.

Também serão disponibilizadas por meio do Projeto Una Parque, coordenado pela Unidade Nacional de Acessibilidade, aulas de canoagem, stand up paddle, yoga, tiro com arco e tênis de mesa, com agendamento prévio pelo site do projeto. As atividades são gratuitas e seguem as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Entendemos que toda pessoa com deficiência – física, intelectual, visual ou auditiva – deve ter direito à igualdade de oportunidades assegurada. Nosso projeto propõe o acolhimento, atividades gratuitas para reabilitação e inclusão social de pessoas com ou sem deficiência, visando o acesso ao esporte e ao lazer, minimizando os impactos causados por diferentes condições”, afirma a presidente da Una e paratleta da Seleção Brasileira de Paracanoagem, Andréa Pontes.

Modelo

Esta é a primeira etapa de um pacote de ações que buscam tornar o parque 100% inclusivo para todas as pessoas com deficiência física, intelectual, auditiva, visual ou múltipla. O objetivo é expandir o modelo de acessibilidade para outras unidades de conservação.

O titular da Secretaria da Pessoa com Deficiência, Flávio Pereira dos Santos, comemora a iniciativa: “Acreditamos que projetos assim devam ser uma referência não apenas em outros parques como também em outras áreas da nossa sociedade, proporcionando para as pessoas com deficiência, além da questão da acessibilidade, a inclusão social e a plena cidadania em relação à comunidade que elas estão inseridas”.

No momento, o Brasília Ambiental realiza levantamentos para elaboração dos projetos que contemplem outros equipamentos, além de intervenções na infraestrutura. As ações devem ser executadas no próximo ano, via compensação ambiental.

“Com o acordo de cooperação a Una dispõe de um espaço no parque para desenvolver suas atividades e nosso objetivo é que o parque se torne, em breve, totalmente acessível”, afirma a superintendente de Parque do Instituto Brasília Ambiental, Rejane Pieratti.

Turismo

“Brasília será a capital do turismo acessível. A Setur-DF desenvolveu a Rota do Turismo Acessível ouvindo a experiência da atleta Andréa Pontes, onde percorremos vários pontos para conhecer a acessibilidade de cada um deles. Assim, a partir desse estudo, estruturamos um projeto para adequação dos pontos turísticos para as pessoas com deficiência. O case do Parque Ecológico do Lago Norte faz parte desse propósito. Turismo é experiência e inclusão”

A unidade

O Parque Ecológico do Lago Norte, localizado próximo à ponte do Bragueto, é caracterizado por ser uma unidade ecológica bastante usada pela população local para a prática de skate, caminhada e esportes náuticos. Aos fins de semana, moradores de todo o lado leste de Brasília frequentam a área, principalmente a parte que dá acesso ao Lago Paranoá.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!