População adere rapidamente à vacina contra HPV

Brasília, terça-feira, 10 maio, 2022

População adere rapidamente à vacina contra HPV

Marcela Franco garantiu a dose dela logo cedo na UBS do Jardins Mangueiral e colocou em dia a carteira do filho Bernardo | Foto: Divulgação/SES-DF

Com: informações da Secretaria de Saúde do DF
Fonte: Agência Brasília

Atualizado em: 10 maio, 2022

Lote com 7,5 mil doses residuais foi totalmente aplicado até o fim da manhã desta terça-feira (10)

A população aderiu rapidamente à chamada da Secretaria de Saúde para receber as 7,5 mil doses remanescentes da vacina contra o HPV. Até o fim da manhã desta terça-feira (10), todo o lote disponibilizado esgotou nas salas de vacinação. As doses venceriam na quarta-feira (11). Por isso, foram colocadas à disposição, na sexta-feira (6), para mulheres até 45 anos e homens até 26 anos.

Marcela Franco garantiu a dose dela logo cedo na UBS do Jardins Mangueiral e colocou em dia a carteira do filho Bernardo | Foto: Divulgação/SES-DF
A mamãe Marcela Osório, 30 anos, não desperdiçou a oportunidade e foi logo cedo, na manhã desta terça-feira (10), até a UBS 1 do Jardins Mangueiral para garantir sua dose. Ela aproveitou para colocar em dia a caderneta de vacinação do filho caçula Bernardo, de 8 meses, que recebeu as vacinas contra gripe e sarampo.

Marcela não havia se vacinado durante a adolescência devido ao preço da vacina contra HPV à época. A imunização passou a ser oferecida no SUS em 2014. “Quando eu era adolescente, o pacote custava mais de R$ 700”, lembra.

“A gente sabe que HPV é um vírus que pode gerar complicações como câncer de colo de útero, então eu não pensei duas vezes quando vi essa oportunidade da SES”, complementa a jovem, que finaliza com um elogio ao atendimento na UBS 1 do Mangueiral. “Foi super-rápido, a fila estava bem tranquila.”

A Saúde informa que o público vacinado com esse lote residual receberá a segunda dose sem intercorrências, na data marcada no cartão de vacina. “Quem tiver recebido uma dessas doses remanescentes e se enquadrar na faixa etária ampliada, terá assegurada a conclusão do esquema”, frisa a gerente da Rede de Frio da Secretaria de Saúde, Tereza Pereira.

A secretaria reitera ainda que meninas de 9 a 14 anos e meninos de 9 a 11 anos, público-alvo da vacinação contra o HPV, continuam podendo se vacinar.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!