Que friaca! Seu pet também precisa de cuidados especiais

Brasília, quinta-feira, 19 maio, 2022

Que friaca! Seu pet também precisa de cuidados especiais

Crédito: Divulgação.


Atualizado em: 19 maio, 2022

Veterinário dá dicas de como manter o bem-estar do seu bichinho durante o inverno

O frio chegou com tudo! E não são só os humanos que sofrem com esse tempo. Apesar de sua pelagem, muitos pets possuem sensibilidade ao clima gelado, fazendo com que seus tutores adotem medidas cautelosas para que seus bichinhos fiquem confortáveis durante o inverno.

Mas é importante relembrar que os cuidados vão muito além de simplesmente colocar uma roupa fofa e quentinha no seu peludo. Antes de qualquer coisa, é preciso sempre respeitar os limites e a natureza deles. Confira algumas dicas dadas pelo médico veterinário Rogério Fonseca, responsável pelo Hospital Veterinário Amparo.

1. Agasalhe seu pet

Rogério recomenda o uso de agasalhos no animal, mas com cuidado. “Escolha uma roupa confortável, para que seu pet não fique incomodado ao se movimentar, e também adequada para seu corpo”, explica Rogério.

Ele ressalta ainda que a roupa do animal precisa estar totalmente higienizada, uma vez que durante o frio, pode acontecer a maior proliferação de microrganismos que fazem mal para a saúde dos animais. Colocar cobertores em suas caminhas também é uma dica de ouro.

2. Evite passeios nas horas mais críticas

Como os cachorros tendem a sentir muito frio, os tutores devem priorizar os horários de passeio onde tenha mais incidência de luz solar, evitando os horários mais gelados, como ao amanhecer e no início da noite.

Rogério explica que o vento frio pode incomodar os animais e até provocar otites, que são inflamações no ouvido dos cachorros que causam dor. “Além disso, a diminuição da temperatura pode causar hipotermia e os sintomas são hipotensão, diminuição da frequência cardíaca, rigidez muscular, perda de consciência e tremores”, finaliza o veterinário.

3. Mantenha a vacinação de gripe em dia

A gripe é uma doença frequente tanto em humanos quanto em pets durante todo o ano, mas especialmente no frio. Nesse período, é comum que as casas fiquem mais fechadas, o que impede a circulação do ar.

Por isso, manter em dia a vacinação contra gripe no seu pet é de extrema importância para evitar o adoecimento do seu pet, assim como a transmissão em outros. E lembre-se: “Caso seu bichinho apresente algum sintoma da doença, consulte um veterinário, pois o profissional saberá orientar o tutor da maneira correta”, afirma Rogério.

4. Seque bem seu bichinho após o banho

Após dar banho no seu pet, seque bem sua pelagem para evitar a proliferação dos micro-organismos e o surgimento da hipotermia. Se o cão fica exposto à umidade, ele se torna mais propenso a desenvolver problemas de pele.

Amparo Hospital Veterinário
Asa Sul CLS 111 BL.C LJ.36
Aberto 24h
Instagram: @amparomedvet

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!