Saiba diferenciar e identificar a importância das tomadas elétricas

Brasília, quarta-feira, 5 maio, 2021

Saiba diferenciar e identificar a importância das tomadas elétricas

Atualizado em: 5 maio, 2021

Tomadas elétricas são dispositivos que permitem a conexão de aparelhos elétricos eletrônicos à rede de energia elétrica.

Toda tomada está ligada internamente à rede elétrica por meio de um sistema de fiação (cabeamento). São as tomadas que permitem a conexão de aparelhos elétricos por meio dos plugs adequados para que recebam a carga de energia elétrica necessária e possam funcionar.
A tensão de uma tomada pode ser de 110 ou 220 volts, a depender da região em que estiver. No Distrito Federal, todas são de 220v. Apesar de parecer simples, as tomadas são classificadas em dois tipos: tomadas de uso geral (TUG) e as tomadas de uso específico (TUE). Mas você sabe para que serve cada uma delas?

De acordo com o engenheiro mecatrônico, especialista em energia, Júlio Seype, é importante saber a aplicação de cada uma pois apesar da tensão seguir a determinação de cada localidade, existem situações em que é necessário o uso exclusivo da maior tensão, no caso, 220.

“Nem todo mundo costuma saber mas, algumas máquinas e aparelhos como, por exemplo, o ar condicionado, precisa do uso desse tipo de tensão, por serem mais potentes e demandarem mais energia”, explica o especialista. Ainda de acordo com Júlio é importante saber a aplicação de cada tomada para evitar sobrecarga e até mesmo choques elétricos.

“As tomadas TUE, de um modo geral, devem ser usadas para alimentar os equipamentos que possuem corrente nominal superior à 10 amperes como torneira elétrica, lavadora de louças, air-fryer, microondas, churrasqueira elétrica, ar-condicionado, forno elétrico, motor de portão automático, bomba de piscina, entre outros. A capacidade desse ponto de tomada deve ser conforme a necessidade do equipamento que será utilizado no local”, detalha.

Já as tomadas TUG, usada para Tomada de Uso Geral, são todas as tomadas de uma edificação que não tem um aparelho específico que vai ficar ligado sempre no mesmo local.

“São usadas para os aparelhos de baixa potência como, por exemplo, na cozinha ao ligar um liquidificador, batedeira, sanduicheira e outros”, aponta Júlio.

De acordo com o especialista, a quantidade de tomadas a serem instaladas em uma edificação é uma parte importante do projeto elétrico de uma casa e por este motivo, deve ser levado bastante a sério.

“É necessário todo um estudo para entender a necessidade e finalidade de cada ambiente, mas podemos dizer que em cômodos de tamanho médio ou grande o ideal é ter pelo menos uma tomada por parede para permitir o fácil acesso e o uso de aparelhos elétricos em qualquer ambiente da edificação. Hoje em dia temos muitos aparelhos eletroeletrônicos e por esse motivo a necessidade de termos diversas tomadas disponíveis em uma residência ou no local de trabalho”, finaliza Júlio Seype.”

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!