Saiba mais sobre compostagem e benefícios da energia solar

Brasília, sexta-feira, 13 maio, 2022

Saiba mais sobre compostagem e benefícios da energia solar

Uso do sistema fotovoltaico será detalhado no circuito Gestão Ambiental | Foto: Divulgação/Emater

Com: informações da Emater
Fonte: Agência Brasília

Atualizado em: 13 maio, 2022

Maior feira do gênero no Centro-Oeste, AgroBrasília oferece aos produtores e ao público em geral informações sobre boas práticas no campo

Os benefícios do uso da energia fotovoltaica e a produção de composto orgânico estão entre os temas a serem apresentados pela Emater durante a AgroBrasília, atração do Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, no PAD-DF. O evento começa na próxima terça-feira (17) e será realizado até o dia 21. “O sistema fotovoltaico está sendo muito útil e é um trabalho inovador no Distrito Federal”, afirma o gerente de Meio Ambiente da Emater, Marcos de Lara Maia.

Com experiência bem-sucedida na implantação do sistema de captação de água por meio de energia solar, a empresa marcará presença na AgroBrasília com nove circuitos tecnológicos, um estande com plantão sobre crédito rural e um galpão com feira da agricultura familiar. O evento é considerado um dos maiores do agronegócio do Centro-Oeste.

“Esse é o grande foco: o produtor reaproveitar bem o que tem em sua propriedade e se beneficiar disso”
Marcos de Lara Maia, gerente de Meio Ambiente da Emater

No âmbito da compostagem, a Emater faz recomendação técnica para vários tipos de compostos, como o Composto Orgânico do Lixo (COL), lodo de esgoto e restos de podas da Novacap. O produtor rural, no entanto, não precisa depender de nenhum desses insumos, podendo aproveitar o que tem em sua propriedade e fazer seu próprio composto.

Reaproveitamento de recursos

O circuito Gestão Ambiental vai apresentar todas as etapas do processo de compostagem e o resultado final. Capina, podas, aceiros, restos de alimentos, tudo pode ser enriquecido e reutilizado pelo próprio agricultor. “Esse é o grande foco: o produtor reaproveitar bem o que tem em sua propriedade e se beneficiar disso”, explica Marcos Maia.

Quem visitar o circuito Gestão Ambiental poderá obter informações práticas sobre a legislação ambiental por meio de uma maquete educativa que apresenta uma bacia hidrográfica e seus diferentes usos. “A maquete retrata questões ambientais que envolvem uma bacia hidrográfica, como o uso do solo, o uso dos recursos hídricos, empreendimentos que precisam de licenciamento ambiental e outras situações que possam ser exemplos para a aplicação da legislação ambiental”, explica a engenheira ambiental Iclea Almeida de Queiroz Silva, da equipe do circuito.

Nesse circuito também será possível tirar dúvidas sobre a elaboração do Cadastro Ambiental Rural (CAR), projetos ambientais como o Reflorestar e o Produtor de Água, além das questões gerais que buscam somar a economia com a preservação ambiental.

“Em tempos de crise, é muito importante a gente buscar reduzir custos, tanto na questão dos insumos da produção agrícola quanto na questão da energia elétrica” aponta Iclea. “E são tecnologias que qualquer produtor pode adotar, especialmente os produtores familiares”.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!