Vacinas contra influenza seguem disponíveis nas unidades de saúde

Brasília, quinta-feira, 16 dezembro, 2021

Vacinas contra influenza seguem disponíveis nas unidades de saúde

Vacina pode ser aplicada em todos, com exceção de crianças com menos de seis meses e pessoas com alergia grave | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Com: informações da Secretaria de Saúde
Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA

Atualizado em: 16 dezembro, 2021

Toda a população acima de seis meses está apta a receber o imunizante

A campanha de vacinação contra o vírus Influenza teve início em abril para alguns grupos específicos. Desde julho, porém, de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, a vacina foi disponibilizada para toda a população, exceto crianças menores de seis meses que não podem receber esse imunobiológico.

Mesmo com a ampliação, o DF ainda tem cerca de 50 mil doses disponíveis e não atingiu a meta preconizada de 90% de vacinação dos grupos prioritários, como crianças, gestantes, puérperas, idosos e pessoas com comorbidades. O DF recebeu cerca de 1,1 milhão de vacinas contra a influenza, montante do qual 90,99% foi aplicado, considerando toda a população e não apenas o público-alvo inicial da campanha.

“A vacina contra a influenza é segura e previne contra as formas mais graves da doença”
Renata Brandão, gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis

“A vacina contra a influenza é segura e previne contra as formas mais graves da doença”, explica a gerente de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria de Saúde (SES), Renata Brandão. “Como a campanha ocorreu em paralelo à vacinação contra a covid-19, percebemos que muitas pessoas ficaram temerosas em receber os dois imunizantes, mas as duas vacinas podem ser aplicadas inclusive no mesmo dia, conforme orientação do Ministério da Saúde.”

A influenza é uma infecção respiratória aguda, causada pelos vírus A, B, C e D. O vírus A está associado a epidemias e pandemias, tem comportamento sazonal e apresenta aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias. A vacina disponibilizada na rede pública garante proteção contra os vírus Influenza A H1N1 e H3N2 e Influenza B.

Prevenção

Este ano, apenas um caso de influenza AH3N2 foi registrado no Distrito Federal. O paciente, do sexo masculino, reside em Brasília, mas contraiu a doença em São Paulo.

O imunizante não deve ser aplicado em crianças com menos de seis meses e em pessoas com histórico de alergia grave (anafilaxia) a algum componente da vacina ou que tiveram reações alérgicas à dose anterior.

Garantir a proteção contra esse vírus é tão importante quanto se proteger do novo coronavírus Sars-CoV-2. O vírus da gripe pode ser agente das formas graves da doença. A vacinação anual previne possíveis agravamentos e mortes pela doença.

Confira aqui (último quadro) os locais de vacinação contra a influenza. A lista é atualizada diariamente no site da SES.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!