Descubra como uma infecção na gengiva pode virar um sopro no coração

Brasília, quinta-feira, 25 novembro, 2021

Descubra como uma infecção na gengiva pode virar um sopro no coração

Divulgação.


Atualizado em: 25 novembro, 2021

Especialista comenta caso do bombeiro que retirou alimento preso no dente e acabou criando um problema no coração

Na última semana, o caso do bombeiro inglês Adam Martin, que foi parar no hospital e precisou de uma cirurgia cardíaca após retirar uma casquinha de milho presa em seu dente, causou grande repercussão. Tentando se livrar do incômodo, ele cutucou a gengiva com uma tampa de caneta, um pedaço de arame e um prego. Dias após, ele começou a passar mal e recebeu o diagnóstico de sopro no coração em consequência de uma infecção bacteriana, a endocardite, que é uma inflamação das estruturas internas do coração.

Você sabe o que é sopro no coração?

O nome chama atenção, mas pouca gente sabe o que significa. É importante identificar o problema logo no início dos sintomas e obter tratamento, evitando assim o seu agravamento. Em geral, essa alteração ocorre quando a válvula cardíaca apresenta problemas que impedem a correta circulação sanguínea. Ele pode ser do tipo funcional (inocente), sem nenhuma outra alteração e com desenvolvimento físico absolutamente normal, ou patológico, associado a defeitos no coração, endocardite ou sequelas de infarto.

Para o cardiologista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), Thiago Germano, o sopro no coração pode acontecer por meio de uma endocardite que acontece quando uma bactéria entra e se instala em uma válvula cardíaca causando uma infecção. “O caso do bombeiro inglês ilustra bem o cuidado que temos que ter no dia a dia ao manusear objetos que podem acabar entrando em contato com nossa corrente sanguínea. Esse tipo de infecção pode inclusive causar óbito se não for tratada, gerando falência do coração”, disse.

O sopro cardíaco não é uma doença do coração, e sim, um sintoma de que algo anormal está acontecendo no funcionamento cardíaco. Tem diversos sintomas, mas de forma geral o cansaço físico é um dos principais. Pode ocorrer também, por exemplo, dor no peito, sensação de tonteira ou vertigem; batimentos cardíacos acelerados ou irregulares; retenção de líquidos, principalmente, nos membros inferiores; entre outros. Porém é importante lembrar de que alguns desses sintomas são comuns a diversas doenças, por isso é importante procurar um especialista para confirmar o diagnóstico.

“O tratamento de sopro decorrente de uma endocardite é feito com antibióticos para tratar a infecção na válvula cardíaca. Se o medicamento não resolver o problema, o caso passa a ser cirúrgico para retirada da bactéria. Sopros por doenças cardíacas congênitas, não podem ser prevenidos. Porém é possível adotar hábitos de vida que beneficiem a saúde do seu coração, como fazer exercícios regulares, não fumar, comer alimentos saudáveis, reduzir o consumo de sal, controlar a pressão arterial e o peso e reduzir o estresse”, comentou o especialista.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!