Web Summit já está nos planos de estudantes de tecnologia

Brasília, sábado, 20 novembro, 2021

Web Summit já está nos planos de estudantes de tecnologia

A recepção dos estudantes a Patrick Cosgrave, diretor executivo da Web Summit, somou aos esforços para sensibilizar os organizadores do evento internacional de tecnologia a realizar a próxima edição em Brasília | Foto: Agência Brasília

Fonte: AGÊNCIA BRASÍLIA
Por: CATARINA LIMA
Atualizado em: 27 novembro, 2021

Cerca de 5 mil alunos da rede pública recepcionam CEO do maior evento tecnológico do mundo no Nilson Nelson

Cinco mil estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal que participam do evento Top Jovem Empreendedor, organizado pelo Sebrae-DF, receberam Patrick Cosgrave, diretor executivo da Web Summit – maior evento de tecnologia e inovação do mundo – que visita Brasília, cidade candidata a ser a próxima sede do evento.

Cosgrave estava acompanhado dos secretários de Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilvan Máximo; de Turismo, Vanessa Mendonça; do presidente do Banco de Brasília (BRB), Paulo Henrique Costa, e da diretora técnica do Sebrae-DF, Rose Rainha.

“Teremos em uma semana mais de 60 mil estrangeiros aqui. (…) Pessoas do mundo todo estarão em Brasília fazendo negócios”
Gilvan Máximo, secretários de Ciência, Tecnologia e Inovação

Máximo destacou que trazer a Web Summit para o DF será um divisor de águas para a tecnologia da cidade. “Teremos em uma semana mais de 60 mil estrangeiros aqui. Em Portugal, em quatro dias foram injetados na economia 300 milhões de euros, gastos em hotéis, restaurantes e bares, e aqui não será diferente. Pessoas do mundo todo estarão aqui fazendo negócios”, explicou o secretário.

Brasília, uma cidade de arquitetura moderna, agradou os criadores do Web Summit, segundo Máximo. “A tecnologia do DF será marcada entre o antes e o depois da Web Summit”, avalia Máximo, lembrando que startups de tecnologia do mundo todo passarão por aqui.

A secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, enfatizou a capacidade de Brasília para receber um grande evento de tecnologia. “Não só pela infraestrutura, mas também pela segurança que Brasília oferece aos visitantes e pelo ótimo aeroporto, a cidade está pronta para realizar a Web Summit“, afirmou.

O Top Jovem Empreendedor é realizado anualmente pelo Sebrae para estudantes das escolas públicas e privadas do DF

“O turismo tecnológico movimenta a economia no mundo inteiro. Traz recursos, conhecimento novo e cria perspectivas para os jovens, assim como oportunidades de empregos. O governo está mobilizado para trazer o evento para cá”, frisou Vanessa Mendonça.

O Sebrae, que já trabalha o empreendedorismo com os jovens, inclusive levando ações na área a escolas das redes pública e privada, também participou da recepção ao CEO da Web Summit. “O Sebrae já lida com os jovens na educação empreendedora e tem tudo a ver com este evento de tecnologia, que pode trazer para a cidade mais desenvolvimento, fortalecer o setor, a inovação e promover uma mudança de chave, como aconteceu em Lisboa. Temos nos esforçado para sensibilizar os organizadores da Web Summit”, disse Rose Rainha.

O estudante do colégio Elefante Branco, Lucas Victório Santos, de 15 anos, que sonha em ser técnico em informática, esteve presente no Top Jovem Empreendedor. Ele torce para que o evento aconteça na cidade. “Se a Web Summit for aqui vai ser muito bom para Brasília, e eu quero participar”, disse.

“Meu sonho é ser técnico em informática, pretendo fazer faculdade nessa área para trabalhar numa grande empresa. Se o evento acontecer aqui, ajudará muitos jovens a conquistarem seus sonhos de trabalhar com tecnologia. Não é difícil, basta ter foco. O meu sonho é compartilhado por minha mãe e toda minha família”, acrescentou o adolescente.

Top Jovem Empreendedor

O Top Jovem Empreendedor é um evento realizado anualmente pelo Sebrae para estudantes das escolas públicas e privadas do DF, que participam de cursos de empreendedorismo oferecidos pela entidade. Na oportunidade, os adolescentes recebem dicas de especialistas sobre carreiras, oportunidades de negócio e educação profissional.

Ao final do evento, os participantes também devem apresentar um projeto de empreendedorismo. Segundo o Sebrae, a educação empreendedora existe para despertar o empreendedorismo nas pessoas, utilizando caminhos que articulam o fazer e o conhecimento.

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM SE INTERESSE POR:


0

Comente esta notícia!